Atualidades

A obesidade infantil atingiu, recentemente, números alarmantes. Em um estudo recente, aponta um percentual de 33,5%, dependendo da faixa etária.

A obesidade não é mais apenas um problema estético, que incomoda por causa da “zoação” dos colegas. O excesso de peso pode provocar o surgimento de vários problemas de saúde, como diabetes, problemas cardíacos e a má formação do esqueleto.

Seguem algumas curiosidades:

* Uma ingestão extra de 200 calorias por dia (aprox. 2 e ½ bolachas recheadas) pode levar a um aumento de peso de cerca de 200g em uma semana.

* Crianças em idade escolar ingerem atualmente mais do que o dobro da quantidade de refrigerante do que há 20 anos.

* A ideia de que criança saudável é criança gorda pode levar as mães a “superalimentar” seus filhos. Em famílias de nível socioeconômico mais baixo, o temor da desnutrição também pode levar à superalimentação e à consequente obesidade.

* Uma criança que descende de uma pessoa obesa tem aproximadamente 40% de chances de ser obesa. Já numa criança que descenda de duas pessoas obesas, o risco é de 80%.

* As crianças em geral ganham peso com facilidade devido a fatores como: hábitos alimentares erradosestilo de vida sedentário, inclinação genética etc.

*As crianças costumam imitar os pais em tudo o que eles fazem, então, se os pais têm hábitos alimentares errados, acabam induzindo seus filhos a se alimentarem do mesmo jeito.

*A vida sedentária facilitada pelos avanços tecnológicos faz com que as crianças não precisem se esforçar fisicamente para quase nada, e não incentiva a prática de esportes e atividades físicas.

Prevenção é a palavra chave para evitar a obesidade. Aqui vão algumas dicas recomendadas por médicos e nutricionistas para que você se previna contra esse mal e tenha uma vida sempre saudável:

Seguir uma alimentação balanceada, rica em frutas, legumes e verduras.

Respeitar os horários das refeições e não beliscar guloseimas entre um intervalo e outro.

Evitar alimentos gordurosos, como doces, frituras e refrigerantes

Praticar atividades físicas, sejam esportes no colégio ou academia, desde que orientados por um profissional. Caminhar é a melhor pedida, pois qualquer pessoa pode.

Limitar a quantidade do uso de TV ou eletrônicos para, no máximo, 2 horas por dia.

Beba bastante água, pelo menos 2 litros por dia. A água é importantíssima
no bom desempenho das funções do organismo. Principalmente para quem pratica atividades físicas, pois mantém o corpo sempre hidratado.

A obesidade é um problema grave e deve ser encarado com cuidado. Se você está ou conhece alguém que esteja acima do peso, deve procurar ajuda médica, pois as causas da obesidade podem ter diversas origens, desde hábitos irregulares até fatores genéticos e hormonais. Quanto mais cedo for tratado, maiores são as chances de cura.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *